terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Brasil: um país de POUCOS


Brasil poderá acabar com 'pobreza extrema' em 2016, diz Ipea

Ipea projetou continuidade de ritmo de redução de pobreza e desigualdade.
Manter crescimento econômico e baixa inflação é desafio, aponta instituto.

Do G1, em São Paulo



O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta em estudo divulgado nesta terça-feira (12) que o Brasil poderá acabar com a “pobreza extrema” até 2016.

Segundo o documento, o país tem a chance de "praticamente superar" o problema e de melhorar seu índice de desigualdade de renda, atingindo níveis próximos aos de países desenvolvidos.

(Fonte: G1 )


        Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem... Mas e a CORRUPÇÃO EXTREMA, vai acabar quando? SE vão, né? E eu queria saber como um país corrupto pode se desenvolver; como pode haver serviços de qualidade num país em que os TRABALHADORES se escravizam por cinco meses/ano para sustentar os PARTIDOS_DOS_TRABALHADORES da vida...  Quero ver como vai pra frente um país em que  você passa semanas e semanas enfiado numa mesa de escritório só pagando imposto para preencher as cuecas de certos políticos (os quais não vou citar os nomes, perderia a vida aqui digitando!).


       Sinceramente, nem acho que esta previsão esteja correta; tapar o sol com a peneira nem protege dos raios solares, só dá uma modernizada no bronzeado! Enquanto o Brasil for um país sem leis, com dois pesos e duas medidas, nunca verei minha nação entre as mais desenvolvidas. Não quero uma Lei de Talião, apenas uma lei que funcione para todos, sem exceções ou o famigerado "jeitinho brasileiro" (abuso-mor deste "jeitinho, viu? -.- ).


        Enfim... Enquanto não houver o desejo de TODOS cuidarem do Brasil, ele nunca será o "País DE todos", como na propaganda cínica  do Governo, muito menos um país PARA todos, como deveria ser de fato e de direito. 



Um comentário:

denunciaanonima disse...

É, o que falta mesmo em nosso país são críticos que dão a cara a tapa, sem medo de políticos e da corrupta polícia. Pois é, Parabéns para o blog, pelo menos sinto que não estou sozinha nessa minha indgnação das pessoas aceitarem a bandidagem com facilidade.
Bem sucedido ou não, um blog colhe e expões opiniões.